quinta-feira, 30 de junho de 2016

Cinco minutos com María Muros, Campeã de Acessos em 10 dias a soma de 6.963 acessos em sua matéria.

Um pouco mais de menina que discretamente se destacou em números de acesso em nosso blog. Ate as 17 horas haviam cerca de 6.963 acessos, pra nosso espanto, ainda pouco antes de redigir esse texto visualizei 7.991. Ai chamei no face e a perguntei: María, como você procede como a divulgação de sua matéria no blog?  Em 10 dias, desde que foi publicada você vem disparando em acesso e curtidas, me explica? E ela com uma simplicidade invejável, disse não saber, que geralmente acontece isso, que pessoas que nem são seus amigos entram em seu face para fuxicar. 
Nos do blog, só temos a agradecer por sua cooperação para o sucesso e alavancamento de nossos acessos na Grande Rede.

Um pouco mais de María Muros

Seu nome: María Muros
Foto de Rosângela Souza
Onde Nasceu: São Gonçalo - RJ



Grau de Instrução: Pós-graduação - MBA
Você é modelo há quanto tempo? Mais de 10 anos
Quantos trabalhos já fez? Já perdi a conta.
Qual a importância das Redes Sociais para sua carreira? Divulgação
Como é a sua relação com seus fãs e seguidores? Boa, de respeito recíproco.
Qual o trabalho mais importante que você já realizou? Acho que cada um teve o seu momento de importância de acordo com a época. Mas com relação à visibilidade, com certeza foi o concurso para Bela do Fluminense da UOL, em 2015; onde fui uma das candidatas mais votadas.
Você hoje vive somente da profissão de modelo? Sim.
Você já atuou como atriz? Ainda não.
Fale um pouco de seus projetos? Estudar sempre.
Foto de Rosângela Souza
E se não der certo, qual sua segunda opção? Também trabalho com projetos sociais. Não necessariamente como segunda opção, mas algo que também gosto bastante, e levo como paralelo.
A importância de sua família para a sua carreira: Me apoiarem quando as coisas não dão certo. Isso não tem preço.

Foto de Rosângela Souza.
Finalizando, como você vê essa situação política do país, e que mensagem você deixa aos mais jovens? Vejo pessoas não somente jovens, escolhendo posições por simples desconhecimento nos assuntos. Isso só gera preconceito, intolerância, brigas de egos. Os movimentos sociais estão crescendo, e isso é algo muito positivo a meu ver. A intolerância e o preconceito são apoiados também pela falta de familiaridade sobre as questões sociais. O principal é estudar para ter o que acrescentar à sociedade. Pra mim, é fato que a população só se desenvolve quando os mais pobres receberem a devida atenção: educação, saúde, moradia, segurança. Do contrário, é muito mais fácil para os corruptos tomarem conta.